Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

AMOR É TIMING.SEXO É MAIS...

Imagem
Yahoo Brasil/iStock -Amor é timing, tensão, atenção e mergulho. Sexo também… Amor é timing. Sexo é mais.

Pense no amor como uma comédia. Piadas só funcionam quando contadas no tempo certo, com a precisão cirúrgica de um sushiman ninja. O humor está, justamente, nesta rápida e mortal estocada - que não pode se espreguiçar sobre a confortável cama do tempo.

Comédia é tensão. Amor também. Respirou errado, perdeu a graça - e a possível namorada.

Pense no amor como um drama. Como se existisse um trem que só seguisse em linha reta, indefinidamente, ignorando, inclusive, o fato da Terra ser redonda. Ou seja, se você não saltar pra dentro de um dos seus vagões, estará condenado a ficar na plataforma dando adeus, acenando para o nada, feito uma estátua amputada.

Drama é atenção. Amor também. Piscou na hora errada, perdeu a vez - e a possível namorada.

Por isso, amor é timing. E não tem nada mais básico do que aceitar essa condição. Aceitar que só existe uma chance. Uma maldita chance para cada amor,…

FATOS E CURIOSIDADES SOBRE TRAIÇÃO

Imagem
Cinco fatos curiosos sobre a traiçãoQue o sexo é o principal fator para uma traição ocorrer, a gente já sabe. Porém uma pesquisa realizada com mais de sete mil usuários no site AshleyMadison.com mostra que a qualidade do sexo entre casais pode indicar traição.
O tempo médio na cama e a quantidade de vezes seguidas que o sexo acontece são grandes indicadores de que alguém está pulando a cerca no relacionamento. Veja cinco curiosidades sobre a traição e compare as diferenças entre o sexo com o amante e o sexo com o parceiro.
1) Tempo médio do sexo
Ao que o estudo indica, os amantes fazem quatro vezes mais sexo acima de 30 minutos do que os casais. Além disso, 91% dos participantes casados transam durante 5 a 10 minutos, enquanto que apenas 45% dos amantes fazem o mesmo.

Fonte: Think Stock

2) Quantidade de vezes seguidas que o sexo acontece
6% dos entrevistados revelaram fazer sexo até três vezes seguidas com o amante, enquanto só 1% dos casados admitiram chegar a esse número. Mas o baixo d…

TRATAMENTO DAS DISFUNÇÕES SEXUAIS MASCULINAS - VISÃO GERAL

Imagem
Tratamento das Disfunções
Sexuais Masculinas

Conforme mencionamos na introdução deste site, embora milhões de pessoas sofram com os problemas causados pelas disfunções sexuais, poucas são aquelas que procuram o tratamento adequado.     Nos dias atuais, em decorrência da evolução contínua dos medicamentos, do aprimoramento das técnicas cirúrgicas e dos excelentes resultados obtidos pelas técnicas de psicoterapia, as disfunções sexuais são passíveis de altos percentuais de resolução.     A dificuldade para iniciar o tratamento, seja por falta de oportunidade, vergonha ou medo de enfrentar os resultados é o grande obstáculo a ser vencido.  A seguir abordaremos as principais formas de tratamento das disfunções sexuais masculinas mais freqüentes. Por fugir aos objetivos deste site, não mencionaremos nomes ou doses de produtos, lembrando mais uma vez que a auto medicação é perigosa e deve sempre ser evitada.
Formas de Tratamento da Disfunção Erétil
Diante das novas descobertas terapêuticas e aos a…

SETE TRATAMENTOS PARA DISFUNÇÃO ERÉTIL QUE MELHORAM SUA VIDA SEXUAL

Imagem
Sete tratamentos para disfunção erétil que melhoram sua vida sexual
Problema atinge quase metade da população masculina com idades entre 40 e 80 anosPouco se fala sobre a disfunção erétil, mas, recentemente, o assunto ganhou destaque graças à divulgação de um procedimento cirúrgico peniano pouco conhecido ao qual o jornalista esportivo Jorge Kajuru se submeteu. Nos mais jovens, a principal causa da impotência costuma ser a ansiedade, enquanto doenças crônicas como diabetes, colesterol descontrolado, hipertensão, obesidade, sedentarismo e tabagismo estão relacionados a episódios de impotência nos homens com mais idade. "A disfunção erétil atinge quase 50% dos brasileiros com idades entre 40 e 80 anos", afirma o urologista Geraldo de Faria, diretor do Departamento de Sexualidade Humana da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

Diante da alta incidência do problema, entretanto, a busca por ajuda médica ainda é bastante tímida. Constrangidos com a situação, homens esperam de três…

HOMENS RECORREM A CIRURGIAS,MAS TAMANHO DO PÊNIS NÃO É PREPONDERANTE NO PRAZER DA MULHER

Imagem
Homens recorrem a cirurgias, mas tamanho de pênis não é preponderante no prazer da mulher Técnicas informais de aumento do pênis oferecem riscos à saúde, mas medicina tem opções seguras para casos de real necessidade.Mais relacionado à autoestima do homem que ao prazer da mulher, o tamanho do pênis permanece em destaque no debate sobre sexualidade. O fato é que apenas 2% dos homens têm o pênis pequeno: menos de 10 cm de comprimento quando ereto. Mesmo assim, o número de pacientes que procuram médicos para abordar o problema é significativo. “Quando falamos em tamanho de pênis, para muitos parece um assunto fútil e supérfluo. Isso se deve ao fato de que, estatisticamente, a grande maioria dos homens tem um membro de tamanho normal e, para estes, tamanho não é problema. Entretanto, para aquele que tem um falo de pequenas dimensões, seguramente não existirá problema maior”. A afirmação é do médico-urologista, membro da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e Sociedade Americana de Urolo…

DISFUNÇÃO ERÉTIL : TRATAMENTOS VARIADOS,EFICAZES E ACESSÍVEIS DIMINUEM FANTASMA DA DISFUNÇÃO ERÉTIL

Imagem
Tratamentos variados, eficazes e acessíveis diminuem fantasma da disfunção erétil Metade dos homens na faixa etária entre 40 e 70 anos sofre de algum grau do problema
O tema é tabu e constrange homens Brasil afora. A disfunção erétil é um estigma, principalmente, por que o preconceito e o silêncio são alimentados diariamente justamente por quem é o alvo do problema: o homem. Cada piadinha de mesa de bar, risadinha de corredor e tentativa de vender uma imagem superpoderosa significam atraso na resolução de um mal que afeta milhões de homens e que tem, não apenas solução, mas opções variadas de tratamento. O primeiro passo para superar esse paradigma é tratar com naturalidade uma questão de saúde a que todos estão sujeitos, façam pose de machão ou não.

Números utilizados pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) como referência da incidência da doença mostram que metade dos homens na faixa etária entre 40 e 70 anos sofre de algum grau de disfunção erétil - leve, moderada ou severa. Segu…