Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

O PONTO G MASCULINO : FIO TERRA OU MASSAGEM NA PRÓSTATA

Imagem
Exame retal sendo realizado, com a polpa digital do examinador  em contato com a projeção da próstata na parede do reto.
Fio terraoumassagem da próstata é o nome dado a uma prática sexual que consiste na introdução de um ou mais dedos, ou algum outro estimulador, no orifício anal durante o ato sexual. Esta prática geralmente é tida como um tabu para os indivíduos do sexo masculino. No entanto, pode ser bastante prazerosa, devido à proximidade da próstata e às inúmeras terminações nervosas. A próstata é considerada por muitos como o correspondente do ponto G masculino. A estimulação prostática pode provocar um orgasmo sem ter relação com a estimulação do pênis.

Eis um assunto sobre o qual a esmagadora maioria dos homens evita tagarelar – mesmo aqueles mais ousados, que não evitam qualquer assunto de natureza sexual, seja na mesa do bar ou na sala do escritório. Só o nome popular dessa prática, porém, já é suficiente para deixar sem reação muitos deles. Vamos falar de “fio terra”? Pouquíssimo…

"POLIAMOR',DOCUMENTÁRIO POLÊMICO EM VÍDEO, SOBRE RELAÇÕES MONOGÂMICAS CONSENSUAIS DE DIFERENTES CONFIGURAÇÕES

Imagem
O documentário "Poliamor" mostra como é a rotina de pessoas que resolveram adotar relações não monogâmicas consensuais. No filme de 15 minutos, homens e mulheres contam como é o cotidiano e quais são as vantagens desse tipo de relação, na opinião deles. O curta-metragem de 2010 tem direção de José Agripino e foi produzido a partir de relatos de homens e mulheres, de variadas idades, cujos relacionamentos apresentam diferentes configurações.





Fonte:http://oglobo.globo.com/sociedade/sexo/documentario-mostra-como-o-cotidiano-de-adeptos-do-poliamor-13865309#ixzz3CkXUmLuu





SEXTING ENTRE ADOLESCENTES,UMA COMPETIÇÃO SEXUAL PERIGOSA,VIRA MODA

Imagem
Quase 70% das garotas ouvidas no levantamento  foram convidadas a praticar sexting  (Getty Images/VEJA) Sexting adolescente, um convite para o sexoPesquisa revela que compartilhar fotos íntimas via celular e praticar sexo são atividades afins para os jovens. Eles, contudo, subestimam riscos envolvidosUma pesquisa publicada nos Estados Unidos nesta semana revelou que quase 30% dos adolescentes americanos já praticaram alguma vez o sexting – ou seja, usaram seus smartphones para disparar mensagens contendo fotos em que aparecem nus, acompanhadas ou não de texto. O número, é claro, assusta. E os estudiosos da Universidade do Texas responsáveis pela pesquisa descobriram ainda outras pistas que ajudam a entender melhor esse fenômeno. A principal delas é que o sexting tem um vínculo com a prática "real" do sexo. De acordo com o levantamento, entre as adeptas do compartilhamento de fotos íntimas, cerca de 80% já praticaram sexo; o número de sexualmente ativas cai pela metade entre aqu…