O PONTO G MASCULINO : FIO TERRA OU MASSAGEM NA PRÓSTATA

Exame retal sendo realizado, com a polpa digital do examinador 
em contato com a projeção da próstata na parede do reto.

Fio terra ou massagem da próstata é o nome dado a uma prática sexual que consiste na introdução de um ou mais dedos, ou algum outro estimulador, no orifício anal durante o ato sexual.
Esta prática geralmente é tida como um tabu para os indivíduos do sexo masculino. No entanto, pode ser bastante prazerosa, devido à proximidade da próstata e às inúmeras terminações nervosas. A próstata é considerada por muitos como o correspondente do ponto G masculino.
A estimulação prostática pode provocar um orgasmo sem ter relação com a estimulação do pênis.


Eis um assunto sobre o qual a esmagadora maioria dos homens evita tagarelar – mesmo aqueles mais ousados, que não evitam qualquer assunto de natureza sexual, seja na mesa do bar ou na sala do escritório. Só o nome popular dessa prática, porém, já é suficiente para deixar sem reação muitos deles. Vamos falar de “fio terra”?
Pouquíssimos são os heterossexuais que praticam essa modalidade sexual e falam sobre ela abertamente. Menor ainda é o grupo que confessa realmente gostar dela. O principal motivo, claro, é ser tachado de homossexual por apreciar a estimulação do ânus.
Mas, de acordo com especialistas, a região anal, quando tocada, traz grande carga de prazer para muitas pessoas, sejam mulheres ou homens. A parte externa do ânus humano concentra várias terminações nervosas e, por isso, as carícias feitas ali podem provocar muitas sensações. A parte interna do ânus também produz essas sensações, principalmente porque, nos homens, ali é possível estimular a base interna do pênis, o duto ejaculatório e a próstata.

O caso é que essas regiões do corpo masculino podem, na verdade, dar tanto uma sensação de bem-estar quanto de mal-estar, dependendo em primeiro lugar não do aspecto físico, mas da carga emocional da pessoa. “A penetração pode ser muito dolorosa ou impraticável, se não houver relaxamento e lubrificação adequada da região, pois os estímulos dolorosos acabam se sobrepondo aos de prazer”, gostar do tal “fio terra” também não tem nada a ver com ser gay. Eles definem que a homossexualidade é ligada à direção do desejo: se a pessoa sente atração por alguém do mesmo sexo, é homossexual; aqueles que sentem desejo por ambos os sexos, seriam bissexuais; mas se um homem fica excitado apenas com mulheres, ele é heterossexual, independente da satisfação que sinta na região do ânus.
“A vergonha ainda parece ser a principal questão na estimulação anal com os homens”. Apesar de muitos deles gostarem de fazê-lo com suas namoradas e esposas – e até reclamar quando elas dizem não gostar disso – os homens encaram mesmo como tabu. A tendência, porém, é isso se diluir na evolução da sociedade”. E daí eles apenas avaliarão se gostam ou não, e não se ‘é certo ou não’ gostar dessa prática.

Masculidade por um Fio Terra

Porta dos fundos masculina – um dos tabus mais “doloridos” que a humanidade ainda não teve coragem de enfrentar. Um assunto que só aparece no bate papo descontraído do churrasquinho pós-futebol se for pra vir em forma de piadinhas cansadas. E fica aí a pergunta – por que uma parte do corpo como qualquer outra pode ser responsável por carregar tantos estereótipos?

CUlturalmente marcado

São milhares de anos de história em que os homens são ensinados a serem verdadeiros machos, guerreiros, fortes – o que implica também no conceito de que, na parte traseira masculina, só tem espaço pra sair, e não para entrar.
Curioso é que, pensando em àreas traseiras, práticas como sexo anal ou o simples dedidinho no lado B feminino, são mais do que normais. Ainda tem homem que enche a boca pra dizer: “Amor, por que tanta frescura? Libera o fundinho pra mim” – mas, quem tem motivos para sentir prazer no fundo são os homens, que possuem a injustiçada próstata, que muitas vezes é impedida de ser tocada até para fazer um exame médico. Ou seja, melhor morrer de câncer do que ter algo entrando no me cu.
De quem é a CUlpa?
Sempre achei que o tabu relacionado à porta dos fundos masculina era exclusivamente do homem, mas pesquisando sobre o assunto e perguntanto para as pessoas, descobri que o buraco é mais embaixo: os homens se importam muito com a opinião feminina (já defendi aqui a teoria de que a vida dos homens se baseia em conquistar coisas para impressionar as mulheres, mas esse é assunto pra outro texto) e, muito me espantou descobrir que as mulheres têm ainda mais preconceito com relação à porta dos fundos masculina do que os próprios representantes do gênero.
Para não ser injusta com as mulheres e afirmar algo que constatei baseado em apenas alguns depoimentos, resolvi fazer uma enquete no twitter perguntando se elas achariam estranho se seu homem pedisse que ela desse uma explorada no seu lado B e, o resultado não surpreendeu – uma média de 85% das mulheres disseram que SIM, achariam estranho e ficariam com uma impressão errada do cara.
Isso complica muito as coisas, porque uma mulher que julga o homem por sua preferência por certos carinhos em lugares não muito explorados no universo dos “machos”, pode ficar achando que o cara virou gay e ainda sair falando pras amigas que o cara gostava de um dedinho na porta dos fundos, caso o relacionamento acabe.
Analisando por aí, dá pra entender porque o assunto é tão dolorido. Os homens tem preconceitos. As mulheres tem mais preconceito ainda. Os homens morrem de medo do que as mulheres vão pensar. O tabu ganhou o jogo mais uma vez.

Desmistificando o Fiofó

Seja você preconceituoso ou não, existe dois fatos inegáveis – 1) todo homen nasce com próstata 2) ser homosexual significa sentir tesão/atração por uma pessoa do mesmo sexo. Isso nada tem a ver com qualquer parte do corpo. Sendo assim, qual o medo? Medo de se olhar no espelho e dizer: “eu fiz”? Medo do seu homem repentinamente mudar de orientação sexual só por ter se permitido explorar o seu corpo pra sentir prazer?
Não consigo encontrar argumentos convincentes para tamanho tabu envolvendo uma coisa tão simples. E acho que toda vontade deve ser respeitada. Respeito quem experimentou e não curte. Acho duvidoso os que se consideram machões mas tem medo dos efeitos que um simples dedo no cu podem causar na sua vida.

O tal mito do fio terra
O tal Mito do Fio Terra

Com o passar do tempo em uma relação é comum que o casal desenvolva certas intimidades na cama. Porém, o que fazer quando tanta abertura acaba gerando desconforto em um dos parceiros? Um dos principais causadores dessas situações, na hora do sexo, é o temido e subjugado "fio terra".
A maioria dos rapazes não suporta pensar na possibilidade.
Segundo Marina Vasconcellos, psicóloga pela PUC-SP, terapeuta familiar e de casal (UNIFESP), especialista em Psicodrama Terapêutico pelo Instituto Sedes Sapientiae e psicodramatista didata pela Federação Brasileira de Psicodrama (FEBRAP), isso acontece porque muitos homens acham que se sentirem prazer na região do ânus será uma ameaça à sua heterossexualidade, ou seja, têm medo de gostar e não poder admitir, pois pra eles "isso é coisa de gay".
Porém, há aqueles que gostam. Muitas mulheres não sabem como reagir quando o rapaz demonstra interesse e até pede que ela "invada" um lugarzinho tão protegido. Outras, assim como alguns heterossexuais, acreditam que se o companheiro sentir prazer nessa região significa que ele não é tão "macho" como ela pensava.
Para as pessoas que pensam dessa forma a psicóloga diz: "Que não há qualquer relação entre sentir prazer anal e ser homossexual, uma coisa não implica na outra, é apenas uma questão física".
Anatomicamente, o ânus masculino e feminino é idêntico. Ou seja, se há mulheres que sentem prazer nessa região, homens também podem sentir. Esta região proporciona prazer por ser um local com grande quantidade de terminações nervosas e muita irrigação sanguínea, assim como a glande do pênis e a vagina.

Fonte:http://vilamulher.com.br/amor-e-sexo/sexo/o-tal-mito-do-fio-terra-3-1-31-631.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

15 SINAIS QUE ELE QUER SÓ SEXO

GUIA ILUSTRADO DE SEXO ORAL EM MULHERES E HOMENS

O QUE É A EJACULAÇÃO FEMININA ?