ESCLARECENDO AS DÚVIDAS DE MULHERES ANTES DO SEXO ANAL

9 mulheres falam o que gostariam de saber sobre sexo anal antes de ter experimentado

Não importa o quanto de experiência tenha no sexo, quando for tentar o anal pela primeira vez vai se sentir como uma virgem de novo. Você não deve se preocupar antecipadamente com a situação, que pode ser um pouco estranha no começo, pois vai acabar não conseguindo relaxar. Para tentar prever, mais ou menos, como vai se sentir fisicamente e dar chance de tornar a sua experiência inesquecível (no bom sentido), a revista Women’s Healthcompartilhou 9 dicas de mulheres que já tiveram sua primeira vez.

Conselhos para antes do sexo anal

1. Você vai ter algum desconforto

"O que eu gostaria de ter sabido antes que eu fiz anal é que há pouco de dor, mas isso não significa que você tenha que parar imediatamente e examinar meu ânus pra ver se não há nada de errado com ele. Você pode simplesmente ir devagar. A exceção é se você sentir uma dor muito aguda ou incomum. Além disso, no primeiro tempo, o anal pode ser divertido usando apenas dedos ou brinquedos menores!", Margaret C.


2. Comece devagar

"Pra começar, é sempre mais fácil de fazer quando você bebeu alguns drinks. Eu sei que isso não é um conselho saudável, mas é real. Seu espírito e ‘buraco’ são liberados, ou algo assim, o sexo apenas não parece tão estranho. Também é melhor ir devagar na primeira vez. Pra terminar, você não tem que fazê-lo se você não quiser", Anna B.
Publicidade

3. Cada experiencia anal é única

"É tão diferente, com diferentes parceiros! Eu sei que soa óbvio, mas eu ficava nervosa para fazer qualquer coisa remotamente relacionada ao anal com meu atual namorado por causa de más experiências anteriores. Especificamente, um cara achava que eu estava pronta para ir e começou forçar a situação com lubrificante. Obviamente, isso dói, então eu não tinha boas recordações anais. Agora, com o meu atual namorado, ele realmente usa seu tempo até ter certeza de que estou totalmente ligada a e e nele, portanto, sempre é incrível", Kim C.

4. Alguém que estabeleça real conexão pode ajudar

"Eu me lembro de pensar que nunca poderia fazer sexo anal com alguém que eu não confiasse muito, porque ele é parece ser mais íntimo do que sexo vaginal. É quase clínico por causa de quão devagar você tem que ir e cuidadoso que você tem que ser quando estiver começando para evitar muita dor", Jo R.

5. Coma antes

"Se você estiver com o estômago vazio, ele apenas suga. É uma sensação estranha, como se fosse fazer cocô, mesmo que não haja nada dentro de você. Mas não coma tanto para não ficar muito cheia. O sexo anal faz parecer que o pênis vai mais fundo, e você não vai querer se sentir empanturrada", Madeline R.

6. Você ainda pode pedir ação manual

"O sexo anal pode ser realmente excitante porque tem esse sentimento de ato proibido e impertinente, por falta de uma palavra melhor. Eu desejaria ter percebido mais cedo que, para mim, é melhor quando o parceiro usa a mão para estimular o meu clitóris. Eu não acho que é o anal é ótimo por si só. Além disso, eu costumava me preocupar se, com o ato, sairia um pouco cocô, mas nunca aconteceu. Então, até poderia ter relaxado mais. Mas é bom saber que sempre saem gases", Marissa G.

7. Experimente até achar seu lubrificante

"Lubrificante é essencial. O sexo anal pode ser agradável para os dois envolvidos, desde que você use as ferramentas certas. Eu gostaria ter sabido que a umidade natural de uma mulher não é suficiente para manter o prazer, e o sexo pode ficar doloroso. Além disso, nem todos os lubrificantes são iguais! Você tem que encontrar o melhor para vocês", Kara D.


8. Use o banheiro antecipadamente

"A coisa mais importante a lembrar é que, para ser franca, o temido acontece. É importante ser o mais limpo possível, e água e sabão são seus amigos. Outra dica? Praticar o sexo anal logo depois de uma evacuação, assim seu reto está limpo. E se acontecer de haver um pouco de cocô, entrem no chuveiro e relaxem sobre o depois", Mollena W.

9. Busque depoimentos na internet

"Eu gostaria de ter usado mais a rede. Honestamente, há essa percepção, na minha opinião equivocada, de que o sexo anal é super secreto, super primitivo, e super doloroso. Ou de que ninguém faz e você é uma aberração, caso o pratique. Se você tem um lampejo de curiosidade, vai sentir como ele é tabu, você não pode ousar perguntar às suas amigas se elas já fizeram nem para um conselho! E, se elas já o fizeram, provavelmente não ousariam dizer. Por tudo isso, o assunto só soa misterioso, mas existem depoimentos reais e dicas compartilhadas on-line. Obrigada Internet pela bondade!", Tess N.

O que toda mulher deve saber sobre sexo anal

Ainda existe um tabu muito grande em torno do sexo anal. Muitas pessoas acham que é anti-higiênico, outras acreditam que a prática provoca dor e nenhum prazer e há ainda as mulheres que pensam que serão menos valorizadas pelos parceiros se aderirem à modalidade. É verdade que, dentre as coisas que os homens adoram na cama, esta posição sexual está no topo da lista. No entanto, isso não significa que as mulheres não possam se satisfazer através dela. É possível ter prazer com o sexo anal, e o mais importante é que a mulher escolha aderir à prática visando o próprio prazer, e não apenas para agradar o parceiro.

Sexo anal dói?

Este é um dos maiores receios das mulheres que nunca praticaram a modalidade. De fato, a dor é uma possibilidade. Segundo explica a sexóloga Carla Cecarello, a musculatura do ânus foi feita para expelir, não para inserir. Por isso, a contração e a dor são reações naturais.
Se o nível de tensão e nervosismo forem altos, o incômodo pode ser maior. Portanto, a orientação da especialista é, antes de mais nada, estar confortável e ciente da decisão. Além disso, para quem nunca praticou sexo anal antes, o cuidado do parceiro é importante para tornar a experiência agradável.
Assim como a penetração vaginal, que é dolorosa na primeira vez, essa posição também requer tempo de adaptação até que possa ser feita sem dor.


Orgasmo com sexo anal

Carla afirma que é muito raro atingir o orgasmo com a penetração do ânus. Segundo ela, o que torna o momento prazeroso é o envolvimento, a entrega e a fantasia. O que pode ajudar a mulher a gozar é o toque, feito por ela ou pelo parceiro, nas zonas erógenas e no clitóris. No entanto, algumas mulheres afirmam que ficam tão excitadas no momento que acabam tendo um orgasmo mesmo sem o estímulo de outras regiões.
"Sem dúvida, são os homens os que mais apreciam a prática, embora algumas mulheres relatem alcançar assim o orgasmo. Em suma, qualquer prática sexual só se justifica se for prazerosa para ambos os parceiros e não por obrigação ou para agradar ao outro", afirma a psicanalista e escritora Regina Navarro Lins.

Sexo anal pode doer, mas tem mulheres que conseguem "chegar lá" através dele (Thinkstock)[/caption]

Prazer masculino

Mas por que os homens gostam tanto de sexo anal? A resposta, na verdade, é muito simples e lógica. O canal do ânus é mais apertado do que o da vagina, o que confere muito mais prazer a eles. Por não terem sido feitas para "receber" nada, apenas para eliminar, quando o pênis é introduzido no ânus, as paredes se contraem, oferecendo ainda mais prazer. Outro fator que contribui é a obsessão que a maioria dos homens tem pelo bumbum feminino.
Além da questão física, a preferência masculina pela prática envolve um fator psicológico. Por ser um tabu, a penetração por trás passou a ser vista como algo proibido e difícil de ser conquistado – o que a tornou ainda mais atraente.
O sexo anal, portanto, une duas coisas que os homens adoram: prazer e desafio. Por isso, de todas as práticas sexuais, está dentre as mais desejadas.

Como fazer sexo anal


Algumas dicas para as mulheres que desejam iniciar a prática são:

Use os dedos

No início, peça para o seu parceiro introduzir o dedo. Isso irá ajudar no relaxamento e adaptação à modalidade. "Toque a entrada do ânus e espere a contração, sem afastar o dedo. Em seguida, os músculos irão relaxar novamente. Neste momento, é preciso forçar um pouco mais e esperar uma nova contração. Fazendo isso repetidas vezes, aos poucos, é possível chegar lá sem dor", orienta Carla Cecarello.

Lubrificante

Um fator que dificulta bastante a penetração por trás é a falta de lubrificação natural. A indicação é usar um gel à base de água, que não irrita a região.

A posição mais confortável para a mulher é de ladinho. Cautela do parceiro é fundamental (Thinkstock)[/caption]

Nunca use anestésicos

Os produtos que causam amortecimento local são perigosos, pois, como a mulher perde a sensibilidade, é possível que o parceiro faça movimentos mais bruscos sem que ela perceba, apresentando o risco de ferimentos graves e até o rompimento de pregas.

Maior risco de DSTs

A vagina possui um pH ácido que é capaz de matar alguns vírus (porém, não evitando completamente a contaminação de doenças venéreas). Já o ânus não possui esta proteção natural, portanto é ainda mais vulnerável às Doenças Sexualmente Transmissíveis. Por isso, o uso da camisinha é imprescindível – apesar de não ser possível engravidar com o sexo anal.

Qual a melhor posição para fazer sexo anal?

posição menos dolorosa para a mulher é de lado ("conchinha"), pois o ânus fica mais relaxado, diminuindo a dor. Outra posição comum é de quatro, mas ela pode ser mais incômoda para quem é penetrado. Existe ainda a possibilidade de a mulher sentar por cima do homem, de costas para ele. Desta forma, ela consegue controlar melhor a penetração.

Limpeza intestinal é perigosa

A lavagem retal consiste na introdução de um cano de água no ânus, que promove a eliminação de restos de fezes (já que existe o risco de eles escaparem durante o sexo). No entanto, esta prática é completamente contraindicada pelos médicos, pois é muito perigosa. O recomendado é higienizar a entrada do ânus com água e sabão, mas nunca lavar a parte de dentro.

Sexo anal sem dor para a mulher é possível

Atenção: Esta matéria contém teor sexual e é imprópria para menores de 18 anos.
Diferente dos homens, que fantasiam muito com o sexo anal, a maioria das meninas tem certo receio dessa prática. O principal medo é de sentir dor, o que é uma preocupação comum e superjustificável, já que realmente dói. "O ânus possui uma musculatura para expelir, não para inserir nada. Por isso é natural a contração e a dor", explica a sexóloga Carla Cecarello. Mas, segundo ela, alguns truques são capazes de diminuir o incômodo na relação.
O mais importante é estar decidida a chegar a esse nível de envolvimento, livre de tensão, e, depois, contar com a ajuda do parceiro para ir com bastante calma. "O dedo é o grande aliado para conseguir iniciar a penetração. Usando ele para tocar a entrada do ânus, basta esperar a contração, sem afastar o dedo. Depois de ‘fechar’, vai haver novamente um relaxamento. Nesse momento, é preciso forçar um pouco mais e esperar uma nova contração. Fazendo isso repetidas vezes, aos poucos, é possível chegar lá sem dor", orienta a especialista.
Outro problema é a falta de lubrificação, que dificulta a penetração. A alternativa é usar géis à base de água. "Os lubrificantes à base de água não têm hormônio e são ideais para essa prática. Indico evitar outros tipos, já que a região anal apresenta muito mais irritabilidade", ensina Carla, que alerta para fugir dos produtos que prometem efeito anestésico. "Nunca se deve usar nenhum a substância que cause amortecimento. A mulher não vai sentir nada na hora da penetração e a movimentação do pênis é capaz de machucar muito sem que se perceba no momento, podendo até romper pregas e causar feridas graves, que depois vão dificultar o controle das fezes".
A prática não dá muito prazer para quem é penetrado, isso porque, diretamente, é muito raro conseguir chegar ao orgasmo somente pelo ânus. Mas a fantasia, o envolvimento e o toque em outras zonas erógenas e no clitóris são capazes de tornar o momento muito gostoso se a mulher realmente estiver à vontade. "Tomando esses cuidados, o essencial é usar camisinha. Diferente da vagina, que tem um ph ácido capaz de promover maior proteção, o ânus é vulnerável a qualquer tipo de vírus e muito mais fácil de contrair doenças", alerta.


Principais perguntas e respostas sobre sexo anal:


Como posso me preparar para o sexo anal? - Existe a famosa chuca (lavagem retal com a introdução de um caninho de água no ânus, que pode retirar restos de fezes para evitar acidentes na hora H), mas que é completamente contraindicada pelos médicos. Segundo os especialistas, essa prática é perigosa e deve ser evitada. O jeito é higienizar a entrada do ânus com água e sabão para tirar qualquer resíduo que permaneça na região, mas nunca tente lavar a parte de dentro.
Como posso me preparar para o sexo anal? - Existe a famosa chuca (lavagem retal com a introdução de um caninho de água no ânus, que pode retirar restos de fezes para evitar acidentes na hora H), mas que é completamente contraindicada pelos médicos. Segundo os especialistas, essa prática é perigosa e deve ser evitada. O jeito é higienizar a entrada do ânus com água e sabão para tirar qualquer resíduo que permaneça na região, mas nunca tente lavar a parte de dentro.

Elas fizeram e gostaram: 3 mulheres revelam as MELHORES posições para sexo anal

Pode ser que você se sinta segura para fazer sexo anal com seu parceiro, mas, devido ao medo de sentir dor ou à ideia equivocada de que a penetração anal é anti-higiênica, a prática não seja tão fácil ou prazerosa para você. E se algumas mulheres que fizeram sexo anal (e gostam da coisa) te contassem qual é a posição mais confortável para você realizar esse fetiche na cama? O Bolsa de Mulher entrevistou 3 mulheres sobre o assunto na Erotika Fair – a maior feira erótica da América Latina – e traz os depoimentos reais nesta matéria.

Cuidados para o sexo anal


Para que o sexo anal seja prazeroso, ambos devem estar com vontade


Vontade

Antes de qualquer coisa, o sexo anal só deve ser feito se você e seu parceiro se sentirem à vontade. É preciso que você e ele estejam seguros e a fim de testar essa prática.
É importante saber que é muito raro atingir o orgasmo feminino apenas com o sexo anal. Portanto, estimular o clitóris enquanto é penetrada por trás pelo companheiro ajuda muito na hora de atingir o clímax e aproveitar ao máximo a prática.
Publicidade

Prevenção e lubrificação

Usar um lubrificante é essencial para a prática do sexo anal. Aposte em produtos à base de água que não causa danos ao preservativo. Dica importante: sempre troque a camisinha caso faça antes ou depois penetração vaginal.
Além disso, jamais use lubrificantes que contenham componentes anestésicos: além de tirar toda a sua sensibilidade, tornando a prática zero prazerosa para você, há ainda o risco de lesões na região, já que você perderá a sensação de dor e não saberá se a penetração está forte ou profunda demais. Vale destacar que o canal é muito sensível, e a prática deve ser feita com calma e cuidado.

Higienização

Antes do sexo, higienize o ânus somente com água e sabão para tirar qualquer resíduo de fezes que possa estar presente na região. Já a lavagem retal com um caninho de água no ânus, conhecida popularmente como "chuca" é, segundo médicos, muito perigosa e deve ser evitada, pois pode causar danos sérios no trato intestinal.

Melhores posições para sexo anal: depoimentos reais

"Eu gosto de fazer na seguinte posição: eu deitada de costas e com as pernas para cima e o quadril bem levantado. Ele fica em pé e faz a penetração por trás. Esta é uma boa posição porque entra todo o pênis".


Técnica de enfermagem, 43 anos, São Paulo
"Eu faço sempre no final da transa, mas ainda é bem raro. Gosto de ficar deitada na ponta da cama, de barriga para cima e com as pernas para fora, e levantar o quadril, para que ele venha e faça a penetração anal".
Autônoma, 30 anos, São Paulo
"Tem mulheres que se encaixam melhor sentando em cima do pênis. Mas, uma posição boa é ficar deitada de lado na cama. A famosa posição de quatro, em que a mulher se apoia nos joelhos e nos braços, também é boa, porque os músculos anais ficam bem abertos".
Jully de Large, do canal Vida Libertina do portal Safada.TV

Sexo anal: tire suas dúvidas

sexo anal ainda é considerado um tabu para muitas mulheres. Há quem goste muito da prática, mas há aquelas que sequer cogitam a possibilidade, seja por medo ou até mesmo por desconhecimento. A psicóloga Juliana Bonetti Simão, especialista em sexualidade, diz que a prática do sexo anal somente deve acontecer se houver consentimento de ambas as partes. "Na atividade sexual tudo é permitido desde que não haja desrespeito com o outro, nem consigo próprio. Não há problema algum em não gostar, só existirão problemas se o indivíduo, mesmo não gostando, se forçar a fazer apenas para agradar o parceiro", afirma.
Veja algumas dicas da especialista sobre sexo anal:


- A boa comunicação é a base para uma vida sexual satisfatória. Conversar com o outro sobre o assunto, perguntar-lhe se lhe é prazeroso e se aceitaria fazer sexo anal é importante.
Publicidade
- É sempre bom investir muito em preliminares antes da prática do sexo anal e ir para atividade estando ambos suficientemente excitados.
- Usar lubrificantes, tanto os artificiais como a lubrificação natural desenvolvida pela própria excitação feminina e masculina, ajuda muito.
- Nunca se esqueça de usar o preservativo nas relações para garantir a segurança e evitar a transmissão de alguma doença que possa existir.
- Tenha calma e cuidado durante a atividade. E muito carinho.
Segundo a sexóloga Carla Cecarello, o sexo anal sem dor é possível para a mulher. Usar alguns artifícios como lubrificantes pode ser o segredo para melhorar a prática. Veja aqui outras dicas da sexóloga para diminuir a dor e aumentar o prazer com o sexo anal.


Melhor posição
"É importante é encontrar posições que sejam facilitadoras para a penetração. A melhor é sempre a que os parceiros se sintam bem, mas as que mais são assinaladas como adequadas para penetração anal são: a de lado, na qual quem vai ser penetrado fica de costas para o parceiro, e de quatro, na qual a mulher fica de joelhos e cotovelos na cama e o homem por cima realiza a penetração.", afirma a psicóloga e especialista em sexualidade Carolina Costa Fernandes. Veja mais dicas da profissional sobre os cuidados e técnicas para ter prazer com o sexo anal.

Sexo anal

Para muita gente o sexo anal ainda é um tabu. O assunto, por ser pouco comentado, vive cercado de muitas dúvidas e alguns mitos. Há mulheres que adoram e outras que sequer pensam em tentar. A psicóloga e especialista em sexualidade Carolina Costa Fernandes explica que não existe certo e errado, o que existe é a busca de prazer mútuo. "É algo que deve ser conversado e escolhido pelo casal. Se ambos estiverem dispostos, tudo bem, mas se chegarem ao acordo de não realizarem, tudo bem também", afirma. Ela dá algumas dicas e esclarece tudo o que você gostaria de saber sobre o assunto, mas nunca teve coragem de perguntar. Confira!

O prazer anal

"Para que haja prazer no sexo anal é necessário que o casal tenha disponibilidade e intimidade para a relação. Existem mulheres que podem não gostar da ideia de sexo anal por temerem algum incômodo, dores ou até mesmo sangramento, além de sentirem nojo do cheiro e das possibilidades de inúmeros micro-organismos infecciosos que permanecem na região. Algumas apresentam muita sensibilidade na penetração anal e, quando sentem dor, a excitação e o prazer não aparecem. Mas quando a mulher está de acordo e pensa na possibilidade como algo possível, pode acontecer de maneira saudável e prazerosa. Muitas mulheres podem gostar, inclusive, de estímulo clitoriano e vaginal durante a penetração, para maior obtenção de prazer."

Sexo anal sem dor


"É importante utilizar lubrificante acrescido da massagem anal com o dedo ou a língua como forma de preparação para relação. Isso facilita a penetração, pois a região anal não produz lubrificação como a região vaginal. Alguns lubrificantes já vêm com anestésico, mas é uma escolha de cada um. Se a prática for nova ao casal, são necessários alguns cuidados. Tenham calma, brinquem um pouco com os dedos e façam a introdução peniana com cautela, para que haja tempo para a dilatação acontecer e para o corpo se habituar. Tudo deve ser feito bem devagar e, se necessário, pode levar dias para que a parceria sinta-se apta para atividade. É importante respeitarem este tempo de preparação. A dor depende principalmente do relaxamento da musculatura, porém, quando há um excesso nas diferenças entre o orifício e o tamanho do pênis, é possível que haja dor."

Melhor posição para o sexo anal

"É importante é encontrar posições que sejam facilitadoras para a penetração. A melhor é sempre a que os parceiros se sintam bem, mas as que mais são assinaladas como adequadas para penetração anal são: a de lado, na qual quem vai ser penetrado fica de costas para o parceiro, e de quatro, na qual a mulher fica de joelhos e cotovelos na cama e o homem por cima realiza a penetração."
Cuidados
"Prazer e sexo estão associados à prevenção, por isso é necessário lembrar que a relação anogenital precisa ser sinônimo de uso de camisinha. A utilização de preservativo, limpeza anal, peniana e troca de preservativo são fundamentais. Além de prevenir as doenças sexualmente transmissíveis, evita o desencadeamento de infecções no pênis e coceiras causadas pelos resíduos de fezes que podem estar na região. Se após a relação anal houver continuidade na relação vaginal, é necessário realizar a troca de camisinha, pois as bactérias que sobrevivem no ânus sem causar danos à saúde podem promover infecções se transportadas pelo pênis à vagina. É importante lembrar também que, os lubrificantes mais indicados são à base de água, pois à base de petróleo ou vaselina podem causar algum tipo de dano ao preservativo."
Possíveis consequências
"É um grande mito achar que irá ocorrer a perda das pregas anais ou contratibilidade dos músculos perineais. O atrito pode desencadear dores e fissuras anais, mas isso não ocorre se for utilizado o lubrificante para facilitar a penetração. O que pode causar danos são os exageros, como diferenças entre tamanho do pênis e do ânus, ou introdução de mãos e objetos."

11 coisas que você JAMAIS deve fazer no sexo anal para preservar sua saúde


A prática segura de sexo anal não é tão intuitiva como o sexo vaginal seguro. Por isso, a http://Cosmopolitan.com pediu conselhos a cinco médicos especialistas para entender como manter uma perfeita saúde para quem deseja fazer sexo anal. Leia abaixo 11 dicas para praticar a brincadeira com toda segurança.

Conselhos para o sexo anal

1. Não faça sexo anal se seu intestino estiver cheio
Pouco antes do sexo anal, não se esqueça de esvaziar o intestino e, em seguida, tome um banho e lave a área com sabão antibacteriano. Mantenha o ânus o mais limpo possível para ajudar a prevenir qualquer tipo de infecção.
2. Não use o mesmo preservativo da vagina para o ânus
Se você quer fazer sexo anal e depois sexo vaginal, você deve usar um novo preservativo. As mulheres são suscetíveis a infecções se as bactérias passam para a vagina.
Publicidade
3. Não pense que porque não pode engravidar você pode descartar o preservativo
O ato pode facilitar a propagação de qualquer doença sexualmente transmissível que seu parceiro tenha quando há acesso direto à sua corrente sanguínea. Ao menos que você esteja em um relacionamento monogâmico e tenha a certeza absoluta de que o casal é livre de DSTs, você deve usar preservativo.
4. Não use brinquedos sexuais que não possam ser facilmente removidos
As contrações do ânus podem naturalmente mover um objeto para a direita, ou do reto fazer ir parar no intestino e causar um orifício, o que requereria cirurgia. Se você quiser usar brinquedos, plugs anais e vibradores são projetados para o ânus e são geralmente maiores do lado de fora para que haja menos chance de ficar perdido no reto.
5. Não faça sexo anal só porque o seu parceiro quer
Tão importante quanto óbvio é que, como com todos os atos sexuais, você não se sinta pressionada a fazer algo que não esteja confortável. É prejudicial para a sua saúde mental.
6. Não faça a seco
O sexo anal sem lubrificação é desconfortável e pode machucar. Use um pouco de lubrificante à base de água ou silicone no ânus, ele não só impede a dor, como aumenta o seu prazer.
7. Não esqueça a higienização entre a troca vaginal-anal se você não usar preservativos
Se você é monogâmica e não usa preservativos, saiba que se o pênis vai do ânus para a vagina pode aumentar o risco de causar alguma infecção.
Tome uma ducha entre a prática do sexo anal para o vaginal
8. Não use relaxantes musculares para ser mais fácil
Muita gente toma certas drogas ou medicamentos para tornar o sexo anal mais confortável e fácil. Não siga esse exemplo. Não há nenhuma evidência médica de que as drogas podem ajudá-la a facilitar o sexo anal. E drogas podem ter efeitos secundários graves, tais como mudanças perigosas na pressão sanguínea. Preliminares são a melhor maneira de relaxar e aliviar a tensão.
9. Não se esqueça de que você pode contrair herpes ou DST durante o sexo anal
Parece lógico, mas muita gente desconsidera e não usa preservativo nesse tipo de relação. No entanto, herpes são tão transmissíveis por sexo anal como vaginal.
10. Não faça sexo anal se você sofre de hemorróidas
Se você for fazê-lo, é preciso tomar precauções extremas. Saiba que muitas pessoas que têm hemorróidas e a perturbam com sexo anal, podem causar sangramento.
11. Não use creme anestésico lidocaína para reduzir a dor durante o sexo anal
Quando a pele fica insensível, você pode não sentir possíveis lesões numa atividade vigorosa, o que poderia levar a algo mais sério. Use somente lubrificantes à base de água ou silicone.

8 coisas que você não deveria fazer no sexo anal

Cercado de mitos e preocupações, o sexo anal ainda é uma das práticas preferidas pelos homens, mas bastante temida entre mulheres que evitam a posição por considerarem a posição incômoda, dolorosa e até mesmo anti-higiênica. Com os devidos cuidados, no entanto, o sexo anal pode ser experimentado sem traumas e de forma bastante segura. Conheça dicas de como aproveitar a relação e as coisas que você não deveria fazer no sexo anal:

1. Por saber que não é possível engravidar através do sexo anal, você abre mão do preservativo. Apesar de não correr riscos de gravidez, a prática exige uso da camisinha por também ser considerada de risco de contágio de doenças sexualmente transmissíveis.
Publicidade
2. Nunca faça sexo anal e depois parta para o sexo vaginal com a mesma camisinha. Trocar o preservativo entre as duas práticas é essencial para evitar contaminação.
3. O mesmo conselho serve se você aposta em brinquedos eróticos. Se usar acessórios na transa anal e vaginal, proteja o objeto com preservativos diferentes.
4. Deixar de usar lubrificante é um grande erro. Além de facilitar a penetração, o produto reduz dores, incômodos e chances de causar fissuras na região.
5. Usar cremes e lubrificantes com anestésico para evitar dores é outro grande equívoco. Ao deixar a região amortecida, pode acabar não sentindo na hora possíveis machucados que podem ser causados na penetração.
6. Coma algo antes de praticar sexo anal, mas não em excesso. Estômago vazio ou cheio demais provocam sensações desagradáveis durante a prática.
7. Evite fazer duchas internas que podem causar danos à saúde. Tente manter a região limpa antes de realizar o sexo anal, apenas lavando bem o ânus com água e sabão durante o banho
8. Insistir na prática para agradar o parceiro, mesmo sentindo dores ou incômodo, tampouco é recomendável.

Fonte:http://www.bolsademulher.com/amor-e-sexo/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

15 SINAIS QUE ELE QUER SÓ SEXO

GUIA ILUSTRADO DE SEXO ORAL EM MULHERES E HOMENS

O QUE É A EJACULAÇÃO FEMININA ?