MELHORE SUA VIDA SEXUAL COM A PLANTA AFRODISÍACA DAMIANA



 

Melhore a sua saúde sexual com damiana

Aprenda a tirar partido da planta que os maias também usavam como afrodisíaco

Arbusto originário do México, a damiana era utilizado tradicionalmente pelo povo maia como afrodisíaco, juntamente com outras plantas medicinais.
No que se refere aos seus princípios ativos, não existe um constituinte responsável pela sua ação terapêutica propriamente dito, sendo esta baseada na conjugação de vários, nomeadamente óleo essencial, taninos, arbutina, flavonoides, damianina, proteínas.
Afrodisíaco para ambos os sexos, é muito utilizado para prevenção e tratamento de disfunções sexuais, principalmente se estas estiverem relacionadas com um quadro de stress e ansiedade. Esta planta tem também uma ação relevante enquanto regulador do sistema nervoso (atuando em casos de ansiedade, depressão e fibromialgia) e enquanto tónico geral (pode ser utilizado por desportistas para aumentar as suas performances físicas).

Administração

Em infusão, 1 colher de chá por chávena, uma a duas vezes ao dia. Em comprimidos 500 a 1000 mg por dia.Em gotas Damiana TM,tomar 20 a 30 gotas diluídas com meio copo de água de manhã e de noite.

Precauções
No caso de ter problemas cardiovasculares, por precaução, consulte sempre o seu cardiologista antes de iniciar a toma de damiana.

O que dizem os estudos científicos

A damiana melhorou a função sexual em ratos impotentes, de acordo com um estudo publicado em 1999 na revista Psychopharmacology. A dose mais alta (1 ml por kg) foi a que teve melhores resultados ao nível da ereção, ejaculação e número de cópulas. A ação da damiana pode, segundo os investigadores que realizaram a pesquisa, ser potenciada através da conjugação com outras plantas, nomeadamente ginseng, ginkgo biloba, tribulus terrestris e pau de cabinda.

Damiana

A Damiana é um arbusto pubescente e muito ramoso, chegando a medir até 2 metros de altura, com ramos muito delicados e difusos. As suas folhas são pecioladas, mais ou menos ovado-rômbeas, espatuladas ou oblongoceoladas, obtusas ou agudas, quase sempre cuneadas na base, de 1 a 2 centímetros de comprimento, crenado-serradas ou duplo-denteadas, revolutas nas margens, profundamente imerso-nervadas e pubescentes ou glabras na página superior e tomentoso-pubescentes ou apenas pilosas, na página inferior. Os pedúnculos são muito curtos. As pétalas são espatuladas e os estames curtíssimos. O fruto é uma cápsula subglobosa de 4-5mm. É aromática e de sabor agradável e possui um óleo essencial amargo e adstringente, com o sabor de cânfora, por onde se atribuem numerosas propriedades medicinais.
Esta planta é encontrada principalmente na região do Golfo do México, Caribe e região sul do continente africano. É bem adaptada no Brasil, sendo encontrada do Amazonas até São Paulo.

Nome Científico: Turnera diffusa Willd. Sinonímia: Bohadschia humifera C.Presl.; Bohadschia microphylla Griseb.; Triacis microphylla Griseb.; Turnera aphrodisiaca Ward., Turnera humifusa Endl. Ex Walp.; Turnera microphylla Desv.; Turnera pumilea Poir.

Nome Popular: Damiana, no Brasil; Hierba de la Pastora, Herba del Venado e Pastorcita, no México; Oreganillo, na República Dominicana; Damiana, na Espanha; Damiana, em inglês; Damiane, na França.

Observação: No Brasil, dá-se o nome de Damiana a duas espécies da família das Turneráceas: Turnera diffusa Willd. e Turnera opifera M. (arbusto menor e de morfologia e constituição semelhante à espécie anterior).

Denominação Homeopática: DAMIANA.

Família Botânica: Turneraceae.

Parte Utilizada: Folha.

Princípios Ativos: Flavonóides: hiperosídeo, avicularina, galactosil-3-miricetol, glucoronil-3-quercetol e quercetosídeo; Óleo Essencial:  e -pineno, p-cimeno, timol, 1,8-cineol, sesquiterpenos (-copaeno, -cadineno e calameneno); Taninos; Princípio Amargo: damianina; Resina; Glicosídeos Cianogênicos: barteína; Ácido Ascórbico; Alcalóides; Gonzalitozina I; Arbutina.

Indicações e Ações Farmacológicas: Drogas feitas de Damiana são indicadas na astenia psico-física; em depressões; na cistite; na uretrite; na asma; na bronquite e na impotência sexual.
Confere à droga como um todo as seguintes ações: tônico do sistema nervoso central; diurético; anti-séptico urinário; expectorante; laxante (dependendo da dose). É muito utilizado popularmente como afrodisíaco.
Em Homeopatia é aplicada na impotência, na neurastenia de fundo sexual e na frieza íntima feminina, além de ser um regulador nas meninas recém-menstruadas.
A ação conjunta do óleo essencial e a gonzalitozina conferem às folhas atividade diurética, enquanto que a arbutina (princípio ativo também encontrado na Uva Ursi) atividade anti-séptica urinária.
Por outro lado, o óleo essencial tem demonstrado possuir quantidades expectorantes e em sinergismo com a daminanina e o glicosídeo cianogenético, atividade psicoestimulante e eutímica.
Toxicidade/Contra-indicações:
Recomenda-se um tratamento de forma descontínua. Em doses elevadas possui ação laxante.
É contra-indicada na gravidez, na lactação (devido a presença de alcalóides); na ansiedade, na insônia, na taquicardia, síndrome do cólon irritado (pelo seu efeito sobre o sistema nervoso central). É recomendado não fazer associações com outras drogas estimulantes como o café, o guaraná e o ginseng.

Dosagem e Modo de Usar:
• Extrato Fluido (1:1): 30-50 gotas, uma a três vezes ao dia;
• Tintura (1:10): 50-100 gotas, uma ou duas vezes ao dia;
• Extrato Seco (5:1): 100-300 mg/cápsula, uma ou duas vezes ao dia.
• Homeopatia: Tintura-mãe.

Referências Bibliográficas:
• PR VADEMECUM DE PRECRIPCIÓN DE PLANTAS MEDICINALES. 3ª
edição. 1998.

• COIMBRA, R. Manual de Fitoterapia. 2ª edição. 1994.

• SOARES, A. D. Dicionário de Medicamentos Homeopáticos. 1ª edição. Santos
Livraria Editora. 2000.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

15 SINAIS QUE ELE QUER SÓ SEXO

GUIA ILUSTRADO DE SEXO ORAL EM MULHERES E HOMENS

O QUE É A EJACULAÇÃO FEMININA ?