CAMISINHA FEITA DE BOI OU SEMELHANTES À PELE HUMANA ? SIM,ESSAS SÃO VERSÕES QUE PODEM VIR POR AÍ

Camisinha (Foto: Thinkstock)

Cadê a borracha?

PARECE QUE NINGUÉM MAIS QUER USAR CAMISINHA. NEM MESMO ELAS

 
Começou com alguns casos esporádicos de seres humanos que não conseguiam se acostumar com o látex bloqueando fluidos nas relações sexuais. No geral pessoas mais velhas que primeiro aprenderam a fazer sexo, depois a transar, depois a trepar e depois, já lá na frente, com certa idade, a usar a camisinha. Depois apareceram alguns engraçadinhos, gente mais nova que ganhou camisinha dos pais, mas que por motivos desconhecidos, e se sentindo superpoderosa, achava que as doenças, principalmente o HIV, eram coisas dos outros. E agora, mais recentemente, apareceu o tipo mais improvável, aquele que aprendeu a colocar a camisinha (na banana) antes de dar o primeiro beijo na boca, usou a bichinha quando fez sexo, quando transou e quando aprendeu os macetes e, de repente, achou que não precisava mais. E não estamos falando apenas de meninos, garotos e tiozões sapecas que não querem agasalhar o palhaço para as transas eventuais; estamos falando também das moças. Aquelas nascidas com o feminismo, senhoras de seus corpos e de suas mentes.

Neguinho fica de papo com a fulana pela internet, um dia vai no meio da noite pra casa da moça, o clima já começa quente e ninguém nem questiona se deveriam usar um preservativo. Ele goza dentro, vai embora e eles nunca mais se veem. Outro caso: a moça tá a fim de continuar solteira, não sai com nenhum gajo mais de três vezes. Leva camisinha na bolsa na maioria dos encontros, mas quando esquece pede pro cara fazer as honras da casa, ele diz “já, já” e nunca coloca. E ela? Não insiste, deixa rolar sem a dita cuja mesmo. Outra cena. O cara coloca a camisinha, a transa corre solta, lá pelas tantas a moça implora: “Tira, por favor?!” (esse por favor me comove). Outra coisa que me comove é a pergunta: “Mas você não toma pílula?”. Como se um filho fosse o maior dos possíveis problemas, né?
  • Se você está corado porque já viveu histórias assim, seja bem-vindo ao mundo real, onde todos parecem cantar em coro “Faça o que eu falo, não o que eu faço”. Um mundo em que um terço dos jovens de 14 a 25 anos (aqueles que nasceram colocando camisinha na banana) não usa preservativo em suas relações sexuais, segundo levantamento feito por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) divulgado no começo deste ano. Só pode estar faltando boquete bem-feito, mão na coisa e coisa na mão com arte para esse povo todo achar tão sem graça transar de camisinha, não é possível. Será que junto com a aula da banana não deveríamos inserir uns outros ensinamentos de fundo sexual? Ninguém pensou em escrever um livro 100 Maneiras de Transar Gostoso Usando Camisinha?














É totalmente compreensível que casais que entrem em um relacionamento estável façam acordos específicos para evitar o uso do preservativo, mas neste mundão de Deus, onde ninguém é de ninguém, com uma pessoa que você acabou de conhecer? Fico pensando na mulherada se entupindo de anticoncepcional, pílula do dia seguinte, vacina contra HPV, pra quê? Pra pegar algo pior ali na frente? Morro de orgulho quando escuto alguém bradar “Sem camisinha, sem sexo”, mas parece que o pessoal anda mesmo é ligando o foda-se, literalmente.

Fonte:http://gq.globo.com/Colunas/Lia-Bock/noticia/2014/05/cade-borracha.html

Camisinha feita de boi? Sim, essa é uma versão que pode vir por aí

Bill Gates está investindo em (pasme!) camisinha. E com novas curiosíssimas versões sendo criadas fomos saber o que nossa sexpert, Lasciva tem a dizer.

Bill Gates (sim o multimilionário fundador da Microsoft) está investindo em camisinhas. Ok, por essa a gente não esperava, mas não é que a ideia dele é ótima? Explicamos melhor: os preservativos criados por ele surgem com o ótimo objetivo de acabar com as desculpas masculinas para não usar a proteção da hora H. Ou seja, se tudo der certo acabou aquela história de "mas a camisinha não se encaixa direito no meu pênis" ou "diminui a sensibilidade" ou ainda "é tão brochante parar tudo para colocar um preservativo".
  
Por enquanto as camisinhas ainda estão sendo desenvolvidas pelos felizardos cientistas escolhidos pelo milionário que receberam 100 mil dólares para criarem seus protótipos. Mas, antes mesmo que elas se tornem realidade fomos saber da sexpert Lasciva o que ela tem a dizer sobre algumas versões desses possíveis preservativos.

Revestida de água

Entre uma partícula e outra de látex coloca-se uma fina camada de água por fora do preservativo. Isso reduz a fricção e aumenta o conforto. "Acho que essa deve deslizar supergostoso. Deu vontade de testar, afinal, quando mais molhadinha, melhor!".

Com aplicador

Pra facilitar na hora de revestir o dito cujo, bastará rasgar o recipiente e usar as abas laterais para colocar o preservativo em 3 segundos. "Já testei um preservativo de rápida aplicação e realmente ajuda muito. Resta saber se o material do produto é bom, porque as versões que já existem parecem plástico PVC e fazem barulho durante o sexo".

De grafeno

Esse material derivado do grafiti é ultraflexível, superleve e mais resistente que o aço. Misturado ao látex cria preservativos finos, duráveis e que conduzem calor com eficiência. "Essa versão parece bem objetiva. Acho ótima que alguém tenha pensado nisso porque algumas chegam a irritar a pele com toda aquela fricção que rola durante o sexo".

De colágeno

O colágeno de tendões bovinos darão origem a essa versão do preservativo. Ele garante uma textura hidratada e pouco áspera que pode resultar em uma experiência bem mais agradável. "Tomara que essa funcione bem e seja uma boa alternativa para quem tem alergia a látex (muito comum). Imagino que a textura seja mais suave e até o gosto seja melhor".

E aí, qual dessas opções você quer experimentar e está torcendo para chegar ao mercado?

Bill Gates pretende investir US$ 100 mil em camisinha do futuro

O empresário - quem diria! - vai investir em preservativos. A ideia é que eles mantenham e até aumentem a sensação de prazer. Será?

Se depender de Bill Gates, uma nova geração de camisinhas vêm por aí! Sim, você não leu errado, é mesmo o empresário americano que anunciou o investimento de US$ 100 mil para aprimorar a tão popular camisinha. “Estamos procurando a nova geração do produto que preserve ou até aumente o prazer para incentivar a adoção e o uso regular da camisinha nas relações”, disse a fundação Bill e Melinda Gates.
camisinha (Foto: Shutterstock)
Camisinha feminina (Foto: Shutterstock)

As melhorias valem para o preservativo em versão feminina e masculina e o principal objetivo é mesmo acabar com aquela velha reclamação de que eles diminuem o prazer. Será o fim das desculpas esfarrapadas para não se proteger?
Participe
Se você não botou muita fé nas boas intenções de Bill Gates, vale lembrar que ideias e sugestões são bem-vindas e as 10 melhores propostas serão premiadas! Então, se souber uma forma de fazer uma revolução sexual, inovando a história das camisinhas, liga lá pro senhor Gates e manda bala, ainda vai poder levantar uma grana!

Fone:http://revistaglamour.globo.com/Amor-Sexo/noticia/2013/03/camisinha-do-futuro-elas-prometem-manter-e-ate-aumentar-o-prazer.html

"Camisinha do futuro" terá textura semelhante à pele humana

UNIVERSIDADE AUSTRALIANA PESQUISA HIDROGEL PARA SUBSTITUIR LÁTEX; PESQUISA É FINANCIADA PELA FUNDAÇÃO BILL & MELINDA GATES

Preservativos  (Foto: Getty Images)

 
Como mostram alguns dados recentes, tanto os homens quanto as mulheres estão abandonando a camisinha, mas há soluções para isso. Uma é um biomaterial que promete tornar o uso do preservativo mais "agradável". A Universidade de Wollongong, na Austália, está desenvolvendo um hidrogel – substância que pode ser adaptada e modificada – que, além de ter lubrificante natural, também possui uma textura semelhante à pele humana, proporcionando maior naturalidade ao sexo.

Robert Gorkin, líder da pesquisa, está listando diversos materiais antes de começar os testes de resistência, permeabilidade e sensibilidade. Outras características procuradas pelo projeto são transparência do produto final e que ele seja degradável, para não causar danos ao meio ambiente.

O projeto é financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, que desde 2008 apoia projetos para combater as epidemias de doenças sexualmente transmitíveis na África. O bilionário americano está disposto a investir de US$ 100 mil a US$ 1 milhão para encontrar a "camisinha do futuro"

Embora possua uma causa filantrópica, nada impede que, posteriormente, esta nova descoberta substitua as tradicionais camisinhas de látex nas prateleiras do mundo todo.

Fonte:http://gq.globo.com/Prazeres/Relacionamento/noticia/2014/06/camisinha-do-futuro-tera-textura-semelhante-pele-humana.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

15 SINAIS QUE ELE QUER SÓ SEXO

GUIA ILUSTRADO DE SEXO ORAL EM MULHERES E HOMENS

O QUE É A EJACULAÇÃO FEMININA ?