Por que não consigo estabelecer relações positivas e significativas? Meu problema é que sempre acabo criando conflitos com as pessoas que amo?

Querida Fábia,
paz!

No e-mail que me envia você conta ter grande dificuldade em estabelecer relações significativas e positivas com sua família namorados e amigos. Que bom que tomou consciência disto e pede ajuda. Saiba que este já é um primeiro passo para se resolver o problema.

Esta luz amarela que se acendeu ao perceber o problema demandam ação, não é mesmo? Uma nova atitude de cuidado com a maneira através da qual tem interagido com os outros. Por que será que suas relações em todos os cenários da vida não têm sido saudáveis e construtivas? Gostaria de lhe sugerir três hipóteses para que as considere tanto quanto sinta que elas lhe sirvam. Não duvide de descartá-las caso sinta que não fazem sentido.

1 – Não estaria você tentando que todos pensem e ajam conforme sua vontade e maneira de ver o mundo? Pode bem ser que esteja querendo impor a sua visão sobre as coisas e às pessoas da sua convivência. Quando se faz isto se tem a idéia de que todos observam, sentem e vivem no mundo como se o olhasse através dos nossos olhos. Não é assim que são as pessoas. Elas são imensamente diferentes. Experimente conversar separadamente com três ou quatro pessoas que testemunharam um acidente de carro, por exemplo. Será fácil verificar que cada uma delas parecerá ter assistido a uma cena diferente. Por isto é tão necessária a empatia, a arte se conseguir colocar no lugar do outro. Quando somos empáticos a vida se torna mais simples e agradável.

2 – Você tem sido clara nos seus desejos em relação às pessoas? É comum se pensar que os outros, a partir do que lhes dissemos, têm toda clareza do que queremos ou mesmo lhes estamos demandando. Nem sempre é assim. Como cada um de nós é bem diferente um do outro, o fato de termos falado uma coisa, não quererá dizer simplesmente que ela foi entendida da maneira que gostaríamos que fosse. Daí que será interessante parafrasear as pessoas quando lhes dissermos algo importante, ou buscar delas que nos repitam aquilo que lhes dissemos, para verificação se a nossa comunicação está se dando de maneira clara. Caso sinta ser esse o caso faça o seguinte exercício de parafrasear: Ao ouvir algo que seja significativo para você e o outro, diga-lhe com as suas palavras o que tiver ouvido. Ao fazer isto você dará a ele chance de confirmar o que disse, ou de tirar e mesmo colocar novos dados no que desejou lhe contar. Da mesma maneira, ao dizer algo importante a alguém, peça a ele que repita, com as palavras dele, o que foi que compreendeu. Assim você terá também a possibilidade de consertar a fala, no caso de ter havido algum ruído na comunicação.

3 – Quem sabe você não esteja também sendo agressiva ou passiva com as pessoas da sua convivência no dia a dia. Vale refletir um pouco sobre o que é ser assertivo e o que é ser passivo para entender melhor o que quero lhe dizer com esse ponto. O ser humano agressivo é aquele que somente considera os seus direitos, desconsiderando completamente os das pessoas com quem está interagindo. Ao contrário, a pessoa passiva é aquela que se desconsidera totalmente, como se fosse alguém que valesse bem pouco, abrindo mão da sua estima. Essa pessoa então passa a considerar como válidos somente os direitos dos outros, abrindo mão dos seus. A convivência fraterna e amorosa precisa levar em conta os próprios direitos e também aqueles que são inerentes ao respeito do outro. Tanto a postura passiva quanto a agressiva são causadoras de muitos problemas e por isto precisam ser evitadas, para que não se tenha conflitos. Há entre a postura passiva e aquela que se considera como agressiva, um terceiro caminho cheio de sabedoria. A essa estrada damos o nome de assertividade. As pessoas assertivas são aquelas que respeitam os direitos dos outros, mas consideram-se também detentoras de direitos a serem respeitados. Por isto a relação com elas se dá de maneira vertical, de igual para igual, ao contrário da agressiva que é de cima para baixo e da passiva que é de baixo para cima.

Minha cara amiga espero ter ajudado. Não deixe de buscar também em Deus o consolo e a coragem para mudar. Quero confiar-me às suas orações, ao mesmo tempo em que lhe digo que pode contar com as minhas.

Um grande e fraterno abraço do seu amigo no Senhor,
Fernando.

Fernando Cyrino
Enviado por Fernando Cyrino em 12/11/2011
Fonte do texto:http://www.recantodasletras.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

15 SINAIS QUE ELE QUER SÓ SEXO

GUIA ILUSTRADO DE SEXO ORAL EM MULHERES E HOMENS

O QUE É A EJACULAÇÃO FEMININA ?